segunda-feira, junho 26, 2006



Madonna finalmente lançou o seu DVD "I'm Going to Tell You a Secret", que oferece, como bónus, o seu primeiro CD gravado ao vivo.
O DVD contém um filme - realizado por Jonas Akerlund" - de quase duas horas com gravações nos bastidores da sua "Re-Invention World Tour" de 2004 e algumas cenas de palco. Enfim, a fórmula é mais ou menos a mesma que fora já experimentado em "Na Cama com Madonna".
O filme é uma bomba relativamente à realização, montagem, imagem e som. As cenas de palco são extraordinárias (ou não estivessemos a falar de Madonna), embora só raras vezes a música e actuação apareçam na sua totalidade. O que é uma pena, uma vez que está quase confirmada a não saída em DVD do concerto, supostamente gravado em Lisboa.
No que concerne às cenas de "bastidores" o caso muda, e infelizmente, de figura. Prepare-se. Ao comprar o DVD de Madonna está a adquirir um curso intensivo em duas horas sobre a Cabala... a nova, esgotante e quase enervante nova paixão de Madonna.
A intenção é boa. Abrir os olhos da humanidade para os problemas do mundo - a fome, a guerra, as diferentes discriminações, as invejas e as maldades em geral. Mas tudo o que é demais é exagero.
Na minha opinião, e ao longo dos seus vinte e tal anos de carreira, Madonna sempre chamou a atenção para todos esses problemas... quer através das palavras das suas músicas, quer pelos seus videoclips, quer por diversas atitudes que foi tomando ao longo da sua jornada. Mas fê-lo de uma forma mais discreta, mais subtil e, acima de tudo, menos chata.
Quando alguém se torna mais papista que o Papa a paciência desaparece e o sono invade-nos os olhos. Foi isso, por muito que me custe a admitir (e custa muito), que me aconteceu.
É que já são duas neste planeta... a Maria Barroso com as Encíclicas do Papa e a Madonna com os ensinamentos da Cabala. Para quando o fim?
De qualquer forma, o DVD vale muito a pena ser visto. Tem a Madonna a cantar, tem a Madonna de sentido de humor aguçado, tem a interessante relação de Madonna com o seu corpo de baile.. enfim... tem a Madonna e essa é razão suficiente para a aquisição deste DVD.
A estrutura do filme mantem a mesma que o de "Na Cama com Madonna". As cenas de palco a cores e as de bastidores a preto-e-branco, o que resulta, mais uma vez, muitissimo bem.
Depois de ver o filme e de estar convertido à Cabala, nada melhor que colocar em alto e bom som o CD e deixar que este o desperte.

1 comentário:

pedro disse...

Bem, antes um "Na cama com a Cabala" do que um "Na cama com Maria Barroso"...