sexta-feira, Junho 13, 2014

Amália Rodrigues

 Amália Rodrigues

 Amália Rodrigues e Camões

 Amália Rodrigues e Amélia Rey Colaço

 Amália Rodrigues, Carlota Guerra e Juliette Greco

 Amália Rodrigues e Rudolf Nureyev

Amália Rodrigues, Laura Soveral, 
Norberto Barroca e Marco Paulo

Fonte: Matrixpix

quarta-feira, Maio 28, 2014

Visite o Andar Modelo - Sandra Marques Pereira



Lançamento do livro VISITE O ANDAR MODELO - 30 Anos de Publicidade de Imobiliário - de Sandra Marques Pereira (autora de Casa e Mudança Social - Uma leitura das transformações da sociedade portuguesa a partir da casa).

Na livraria Ler Devagar, dia 03 de Junho, pelas 18h e 30m - LxFactory

quarta-feira, Abril 23, 2014

Tias destas é que é...


"Em seguida disse a doadora tia do esposado Mar – g digo esposado Maria d’Almeida que também pelo gosto que tem em que se verifique o casamento do dito seu sobrinho de que aqui se tracta para o caso d’elle se effectuar, d’esde já lhe dá todos os seus bens, direitos e acções, com transferencia do domínio e posse, reservando em quanto viva todo o usufruto d’elles, e sessenta mil reis para dispor ou dotar em dias de sua vida dos quais não dispondo ficarão para o dado seu sobrinho, ficando de mais a mais elle dito seu sobrinho a dar-lhe em quanto viva, em cada um anno, quarenta alqueires de milho, vinte almudes de vinho, três alqueires de feijões, quinze quartilhos de azeite, a metade de um porco cevado e a casa nova que foi da forneira, para viver e de mais a mais a mandar-lhe fazer o seu funeral a bem d’alma conforme o uso de sua freguesia e qualidade de sua pessoa e de lhe mandar dizer pela sua alma cento e trinta missas, cinco pelas penitencias mal cumpridas, vinte pelas almas de seus pais, duas ao anjo da guarda e de dar a cada uma de suas sobrinhas – Barbara, Maria e Margarida vinte mil reis, a seu sobrinho António dez mil reis, a seu sobrinho José cinco mil reis, isto porem por morte d’ella doadora, e no caso em que o dito doado seu sobrinho, de todos os bens direitos e acções p’ella doadora, e também no caso de amar e estimar, pois que se lhe fizer má estimação ou sua futura esposa nada valera, a doação que aqui lhe faz e ella doadora poderá dispor de seus bens a quem melhor lhe parecer, por quanto disse ella doadora que só no complemento total d’estas condições e que se obriga a fazer a presente doação boa e de paz [?] [?] declara que todos os bens que doa os houve por herança de seus pais."

Transcrição minha e por isso passível de não ser nada disto o que lá está

sábado, Abril 12, 2014

A casa colonial do meu Bisavô João, em Vila Pery - Moçambique




A casa colonial do meu Bisavô: "Farm" de João de Oliveira do Amaral ou, como acho que era conhecida, a "Farm" Maria da Glória, em Vila Pery - Moçambique. Pergunto-me se ele é um dos que aparece nas fotografias. Acredito que sim. Gosto de crer que sim.

Fonte: Torre do Tombo http://digitarq.dgarq.gov.pt/details?id=3680468

segunda-feira, Abril 07, 2014

O Regresso a Casa - Teatro Nacional D. Maria II


Gostei de ver o João Perry em O Regresso a Casa, de Harold Pinter, com encenação de Jorge Silva Melo. Um bom trabalho de actor de João Perry, embora mantenha o problema de sempre: a dicção. Silva Mello está com graça. Os restantes uma desgraça. Debitam o texto a cantarolar. Poucas ou nenhumas emoções. O texto do Pinter é chato como tudo e, tirando os veteranos, os actores não ajudaram. Mas foi muito bom ver o Nacional de plateia cheia. Bom sinal ou muitos convites distribuídos (como foi o meu caso).