domingo, setembro 10, 2006

E porque nos "post" anteriores se falou de Simone de Oliveira aqui vai o link para se ver e ouvir (com optimo som e com uma imagem, infelizmente, não tão boa) a espectacular interpretação de Simone de Oliveira no Festival da Canção de 1969, em Madrid (se a memória não me falha). É um documento fantástico, onde a força das palavras de Ary dos Santos e a força divina da voz de Simone (excelentemente bem vestida e de uma beleza extraordinária) mostram-se em todo o seu esplendor.
Desde já agradeço a "Arnaldooo" o ter-me enviado o link para este video que eu nunca havia visto... muitissimo obrigado. Uma maravilha.
http://pd.ptbyte.com/ESC/1969.ram - Desfolhada, Simone de Oliveira, 1969

9 comentários:

Luís disse...

Grato pela partilha do vídeo.

E apenas dois àpartes.

Um relativamente ao festival da Eurovisão de 1969. Talvez um dos melhores de sempre com 4 vencedoras (duas delas fabulosas, a da França e a da Holanda).

Ora, como ía dizendo, comenta-se a fraca pontuação da Desfolhada (4 pontos), mas talvez seja bom lembrar que a pontuação das vencedoras não passou dos 19 pontos...

Outro relativamente à emoção que rodeou o acontecimento: Na vespéra do espectáculo de Madrid, soube-se em Lisboa, que Simone teria tido uma intoxicação alimentar... E parece que teve... Falava-se até em intoxicação provocada pelos espanhóis, receosos do sucesso da canção lusa.

Houve uma ansiedade geral no esperar pelo dia e ver se tudo corria bem, se a cantora estava em forma e se mais alguma maroteira esperava a nossa delegação.

Tudo correu bem! O vídeo bem o demonstra!

Abraços

Luís

Danies disse...

Mas exite também o boato que Simone de facto terá ganho o Festival mas que foi posta em último lugar devido ao regime politico que se vivia então em Portugal. Será verdade? Será mentira? Os mitos também se fazem destas coisas.

Arnaldoooooo disse...

Olá Danies...

Essa do mito eu não conhecia. Mas não acredito. Infelizmente.

Apenas sei das honras de Estado que o Portugal deu à Simone. E da manifestações.

Abraços

a sua vizinha disse...

Não consegui ver o vídeo mas gosto muito da Simone,vizinho!

aldina disse...

É uma personalidade artística que admiro muito, que tem uma coragem de fundo!

Até sempre!

Luis disse...

Ainda a propósito da Desfolhada, do seu impacto em Portugal e para os portugueses, e também da forma como o "sistema" trata os seus artistas, gostaria de revelar algo que acho curioso e surpreendente, que me foi contado pela responsável dos contactos artísticos de Simone de Oliveira.

Espero não estar a cometer uma inconfidência grave, e se assim for, que me perdoem, mas aqui vai a transcrição de um pedaço do mail que essa senhora teve a gentileza de me enviar, a propósito de umas sugestões que eu fiz... aqui vai sem mais comentários:

"Só a titulo de curiosidade, informo-o de que, a canção 'Desfolhada' deu € 225 (Duzentos e vinte e cinco euros) de ganho à Simone ao longo destes 35 anos".

Um abraço

Luís

Arnaldoooooo disse...

Agora vai a verdadeira questão: e quanto ganhou o PCP com esta música?

(Para quem não sabe, o PCP foi o herdeiro de Ary dos Santos)

Danies disse...

Optima questão... deve ter ganho muito. Eu acho escandaloso o tratamento que o PCP dá a Simone de Oliveira. Por várias vezes ouvi a Simone contar que ela, e o PCP, eram quem tinham a chave de casa do Ary, naquele fantástico prédio com vista para a Sé e para o Tejo. E ao que parece, e comprovado por imagens de arquivo da RTP, o Ary tinha uma foto da Simone na mesa de cabeceira. Foto essa que desapareceu de lá no imediato dia em que o Ary morreu... ora, o PCP preferiu compor o cenário de casa do Ary à sua maneira. É um episódio que a Simone conta muitas vezes.
E há outros... no outro dia ofereceram-me a colectânea discografica do Ary. São quatro CD's numa caixa longa com um livrinho. Um dos CD's são as músicas que o Ary escreveu. Pois que lá vêm a Beatriz da Conceição, o Carlos do Carmo e a Amália. A Desfolhada (talvez o poema que as pessoas ligam imediatamente a Ary dos Santos) está completamente ignorado. É um atentado tal omissão. Mas enfim... comuna é assim mesmo.

Duarte Veiga disse...

É assim... como disse no post anterior, estive na casa da Simone. Estavamos nós sentados na sua sala, com a Simone a contar-me várias histórias, quando olha para uma fotografia que está numa mesinha e conta-nos a história dessa fotografia. Exactamente a história que o danies contou. Quando a Simone chegou no dia da morte de Ary, a sua casa, deparou-se com isso mesmo. A sua foto tinha sido retirada, tendo os comunas posto fotografias de Carlos do Carmo, entre outros.
Em relação à colectânea, eu também a tenho e também fiquei horrivelmente desapontado quando vi que nem uma canção da Simone constava nele. Mas é assim...